Urgentes Notícias
Publicidade

“Sou um oficial que acompanha a tropa na linha de frente”

Coronel Péricles, futuro comandante geral da PM do PR, visita Irati, sua terra natal

O coronel Péricles é reconhecido dentro da corporação por trabalhar de forma operacional. Foto: Vinícius Batista

Anunciado como novo comandante geral da Polícia Militar do Paraná, a partir de 2019, o coronel Péricles de Matos veio a Irati, sua cidade natal, para participar das comemorações de 70 anos do Corpo de Bombeiros. Em entrevista para a Folha ele comentou que pretende atuar fortemente no combate a criminalidade, e mesmo com a função administrativa que ocupará, não pretende ficar apenas em seu gabinete. “Sou um oficial de acompanhar a tropa na linha de frente”, ressaltou.

O coronel é reconhecido dentro da corporação por trabalhar de forma operacional. Ele afirmu que é necessário estancar a vinda de delinquentes de outros estados e países para as cidades paranaenses. “Também precisamos cortar a vinda de drogas, porque por onde ela passa deixa um histórico de destruição de vidas, de patrimônio, e de aumento da criminalidade. Será uma estratégia simples, mas que vai resgatar o espaço público, as nossas cidades para os cidadãos de bem”, explicou.

O futuro comandante geral contou que recebeu o convite do governador eleito, Ratinho Junior, com muita alegria, e ressaltou que é um reconhecimento de toda uma carreira operacional dentro da Polícia Militar do Paraná. “Falo que não é somente o reconhecimento de um coronel, e sim do soldado, do cabo, do sargento, do tenente, porque a Polícia Militar é construída com esforço de todos, para bem servir a comunidade paranaense. Um oficial, um coronel, não existe sozinho, tem toda uma estrutura de praças e oficiais que acreditam na sua proposta de trabalho”, destacou.

O coronel Péricles informou que o governador já estabeleceu metas e políticas públicas para a área de segurança. “Estamos multiplicando esse plano de governo ao plano de comando, com o qual haverá uma polícia que dê respostas aos novos desafios da sociedade. É nisso que estamos empenhando a nossa força”.

INTERIOR

Questionado sobre como pretende atuar em relação ao efetivo do interior do Estado, o futuro comandante geral afirmou que pretende trabalhar pela valorização dos profissionais que exercem suas funções em municípios menores, além de proporcionar instruções, e principalmente, aporte de recursos para aquisições de novas viaturas, armamentos, tecnologia embarcada e aplicação do serviço de inteligência. “Não adianta termos somente força. Somos 20 mil homens, mas nada funciona se não houver inteligência para aplicar esse efetivo”, acrescentou.

Sobre o combate a criminalidade, principalmente a quadrilhas especializadas que atuam no interior, ele disse que devido ao distanciamento com a capital, será preciso aproximar os grupos especiais da Polícia Militar para reforçar o policiamento reativo. “Também não podemos perder de vista o policiamento comunitário, que é a viatura na escola, o patrulhando no bairro, espantando quem quer fazer algo errado. Queremos recuperar a relação cidadão/policial”, informou.

TERRA NATAL

Sobre retornar a Irati, cidade onde nasceu e viveu parte da sua vida, o coronel ressaltou que ficou feliz por encontrar muitos amigos e por participar do aniversário do Corpo de Bombeiros, o qual, segundo ele, o inspirou, ainda quando criança, a ingressar em uma corporação militar. “O que me emocionou foi encontrar meus professores e professoras. Não existe autoridade, presidente, promotor, médico, que antes não envergou a cabeça para um professor. São pessoas importantes na minha vida, que tem todo o meu respeito”.

CURRÍCULO

O coronel Péricles de Matos ingressou na Polícia Militar, como cadete, em 1986. Declarado aspirante à oficial em dezembro de 1988. Depois de uma carreira de promoções contínuas, foi promovido ao posto de coronel, por merecimento, em abril de 2012.

Possui cursos de especialização SWAT/GATE; Curso de Explosivos na Geominas; Curso de Ações Táticas de Policiamento de Choque, no estado da Virgínia (EUA); Curso de Explosivos na Tactical Explosive Entry School (Memphis, EUA); Curso de ações Táticas Especiais – SWAT Tactics – T.E.E.S; Curso de Operações Especiais no “Grupamiento de Operaciones Especiales”, na Espanha; Curso de Negociador Policial, pela Embaixada dos EUA e Curso de Contraterrorismo no Batalhão de Ações Táticas Especiais da Polícia Militar de Minas Gerais.

Foi comandante do Comando de Operações Especiais (COE). Comandante da 5ª. Companhia do 17º. BPM em Almirante Tamandaré. Comandante do 16º Batalhão da Polícia Militar (BPM), em Guarapuava. Comandante do 19º. BPM em Toledo. Comandante do 6º Comando Regional da Polícia Militar (CRPM) em São José dos Pinhais, e foi subcomandante geral da Polícia Militar. É o atual comandante do 1º. CRPM em Curitiba.

É formando no Núcleo de Preparação de Oficiais da Reserva (NPOR) do Exército, na Escola de Formação de Oficias da Academia Policial Militar do Guatupê da Polícia Militar do Paraná, e em Direito pela PUC-PR.

Kelly de Oliveira Ramos99 Posts

Kelly de Oliveira de Ramos, formada em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), em 2007. Atua na área há mais de 10 anos, tendo passagens por emissoras de rádio e assessorias de imprensa de órgãos públicos e privados. Também atua na área de Educação, desenvolvendo o projeto educacional Folha na Escola, além de ser estudante de Pedagogia. Na Folha de Irati trabalha como repórter e editora. Premiada com Mérito da Educação Pública do Paraná e pelo Ministério da Educação. Vencedora de prêmios estaduais com reportagens de temas investigativos e de cidadania.

0 Comentários

    Deixe um comentário

    Login

    Welcome! Login in to your account

    Remember meLost your password?

    Don't have account. Register

    Lost Password

    Register

    x

    Publicidade