Urgentes Notícias
Publicidade

Cerca de 700 pessoas participam da palestra de Marcos Meier em Irati

Professores, diretores e funcionários das escolas da região participaram do evento no Centro de Eventos Italiano

Marcos Meier se apresentou pela primeira vez em Irati para professores, diretor e funcionários das escolas da região/Foto: Israel Macedo

Na noite desta segunda-feira (26), a Folha de Irati, junto de apoiadores, promoveu a palestra com o psicólogo, professor e mestre em educação, Marcos Meier, encerrando o projeto Folha na Escola. Em torno de 700 pessoas entre professores, diretores e autoridades locais participaram do evento.

Antes da palestra, para encerrar o projeto, a equipe  do jornal entregou uma placa de agradecimento aos patrocinadores da iniciativa, que atua desde 2013 na região. Os representantes das empresas Caminhos do Paraná, Compensados Drabeck e Fobrás receberam a homenagem. Madeireira Rio Claro e Cavassim não puderam comparecer ao evento.

Durante a solenidade, o representante da Caminhos do Paraná, Jeferson Dietrich, aproveitou a oportunidade e entregou dois cheques a Secretaria de Assistência Social de Irati nas mãos de Catarina Canesso, representando a secretária, Sybil Dietrich.  Para o Fundo da Infância e Adolescência foram entregues R$ 175 mil, e R$ 75 mil para o Fundo do Idoso.

PALESTRA

Em uma conversa descontraída com a plateia, Meier falou sobre o resgate da autoridade do professor nos dias atuais, no qual foi bem visto pelos presentes. “Eu trabalhei bastante sobre o vínculo como base para o exercício da autoridade. O professor que não constrói vínculo com o aluno, provavelmente não vai exercer bem essa autoridade. Para a construção do vínculo é necessário o professor ter respeito com o aluno, bater papo, ter intimidade e, principalmente, conquistar o respeito por ele. O aluno precisa aprender a respeitar”, disse o palestrante.

Meier também falou da perda de autoridade do professor nos dias atuais. “Houve vários casos de agressão contra os professores e, infelizmente, nada foi feito. Isso gerou uma imagem de que o professor pode ser humilhado, desvalorizado. Essa nova sociedade, com os pais com dificuldade de ensinar os bons modos “com licença, por favor, muito obrigado, desculpa professor eu errei”, esse tipo de coisa tem que vir de casa, as famílias precisam construir isso. Como isso não acontece mais, só 30% dos pais fazem bem o seu trabalho de educar, temos 70% dos alunos com dificuldade no comportamento e vão dar trabalho em sala de aula. A gente tem que mudar isso, porque quem perde é o Brasil inteiro”, fala.

O palestrante falou sobre o resgate da autoridade do professor nos dias atuais/Foto: Israel Macedo

O palestrante explica que a escola tem um papel fundamental e precisa existir equilíbrio entre as partes. “A gente precisa fazer o resgate, mas tem que ter o vínculo com o aluno e exercer a autoridade. Quando a gente equilibra os dois lados aí funciona e dá certo. O problema é que o professor que é autoritário, rígido, os alunos boicotam, tiram sarro. Aí o educador grita, bate a porta da sala de aula, e não vai funcionar. O que precisa é o equilíbrio de dois fatores: intimidade, vínculo com a autoridade”, explica.

A diretora da Escola Municipal João Negrão de Teixeira Soares participou da palestra e classificou com ótima para o desenvolvimento escolar. “A palestra foi de fundamental importância no contexto de educação atual, em que as escolas vivem sérios problemas de indisciplina, de bullying, de relação interpessoal, principalmente da relação entre professores e alunos. Eu acredito que as palavras da palestra vieram engrandecer nosso proposito pedagógico que é traçar estratégias para que se busque o ensino a aprendizagem e, principalmente, que os nossos estudantes se sintam confortáveis na escola”, observa.

O presidente da Câmara de Vereadores e professor, Helio de Mello, também esteve presente na palestra. “Foi um evento de uma magnitude grandiosa, e que pode somar na sala de aula, no dia a dia do professor. Tenho absoluta certeza que na fala do nosso palestrante, essa noite, contribuiu muito, inclusive levou aos professores, dentro dessa fala descontraída, a refletir, a repensar o cotidiano da educação que nós temos e que nós queremos. Faz nos sentir também um pouco como alunos na escola, e o que foi comentado aqui está na realidade. Tenha absoluta certeza que foi de grande valia e incentivo para os nossos professores e profissionais que estiveram aqui”, comenta.

O evento foi promovido pelo Jornal Folha de Irati, com apoio da Cooperativa Sicredi, Faculdades Guairacá de Prudentópolis e Associação dos Municípios do Centro Sul do Paraná (Amcespar).

 

0 Comentários

    Deixe um comentário

    Login

    Welcome! Login in to your account

    Remember meLost your password?

    Don't have account. Register

    Lost Password

    Register

    x

    Publicidade